Som Livre

A primeira trilha sonora da Som Livre foi a da novela O Cafona, de 1971, início de uma história de sucesso que se seguiria com discos memoráveis, como Selva de Pedra, Gabriela, Pecado Capital, Estúpido Cupido, Dancin’ Days, Roque Santeiro e Anos Dourados. Parte fundamental da história da MPB está registrada nas trilhas não só das novelas e minisséries, mas também de outros programas, como Vila Sésamo, Pirlimpimpim e Sítio do Picapau Amarelo. Além disso, há coletâneas de artistas importantes, como Elis Regina, Tim Maia, Rita Lee, Gal Costa e Djavan. Xuxa foi o grande fenômeno: seu álbum de 1988 vendeu 3,3 milhões de cópias. Nos últimos anos, a Som Livre desenvolveu novas áreas de negócio, como licenciamneto internacional, digital, shows e edição musical, se consolidando como importante fornecedora de conteúdo de televisão e outras mídias.