O trabalho de Roberto Marinho também teve projeção internacional. Sua atuação como empresário e jornalista foi reconhecida através das diversas premiações que recebeu.  A Academia Internacional das Artes & Ciências Televisivas dos Estados Unidos o premiou três vezes. Duas com o Prêmio Emmy Internacional e uma com o Troféu Ted Cott pelo conjunto de sua obra.


Maria Moors Cabot

1957

Em 1957, Roberto Marinho recebeu pela primeira vez o Maria Moors Cabot Citation, concedida pelo Service to Inter-American Journalism, Columbia University, Nova York (EUA). Neste ano o jornalista recebeu uma menção honrosa da premiação. Na mesma ocasião, o jornalista Herbert Moses recebeu a Medalha de Ouro, e o jornal O Globo foi descrito como um dos maiores jornais independentes do Brasil. Em 1965, Roberto Marinho foi novamente agraciado com o Maria Moors Cabot, desta vez com a Medalha de Ouro.