Os títulos e prêmios recebidos por Roberto Marinho são o símbolo do reconhecimento de seu trabalho em diferentes áreas de atuação. O prêmio de Personalidade do Ano, concedido três vezes ao jornalista pela Associação Brasileira de Propaganda (ABP), o Prêmio Destaque A Lavoura, da Sociedade Nacional de Agricultura (SNA), o Troféu do Mérito Siderúrgico, concedido pelo Instituto Brasileiro de Siderurgia e o Prêmio Libertae, concedido pela Associação Brasileira de Anunciantes (ABA), são algumas das principais homenagens ao jornalista e empresário.


Década de 1990

11/1990 Prêmio Libertae 1990, concedido pela Associação Brasileira de Anunciantes (ABA) por sua contribuição ao desenvolvimento do mercado publicitário. A solenidade de entrega foi realizada no encerramento do VI Encontro Nacional de Anunciantes, promovido pela entidade. Além de Roberto Marinho, foram homenageados os publicitários Alex Periscinotto, Mauro Salles e Abraão Medina.

21/12/1990 Prêmio Personalidade do Rio, concedido pela Bolsa de Valores do Rio de Janeiro. O prêmio foi criado em 1985, para homenagear aqueles que contribuem para o desenvolvimento do Rio.

1990 Troféu Casino Bangu, concedido a Roberto Marinho durante evento no Casino Bangu (RJ) em homenagem a José Aberlardo Barbosa de Medeiros, o Chacrinha.

18/02/1991 Prêmio Anísio Teixeira, concedido pela Fundação Escola de Serviço Público do Estado do Rio de Janeiro. A homenagem destina-se a personalidades que atuam em prol do desenvolvimento da área de recursos humanos.

09/02/1993 Prêmio Global, concedido pela Confraria dos Velhos Marinheiros. Roberto Marinho recebeu o prêmio em sua primeira edição. A premiação, instituída para ser realizada de três em três anos, procura concentrar em uma única personalidade todas as características das categorias do Prêmio Destaque-Mar, outorgado anualmente.

27/09/1993 Prêmio UPIS Turismo (União Pioneira de Integração Social). 

06/10/1993 Prêmio Empreendedor do Século, concedido pelos Conselhos Regionais de Administração, e entregue na abertura do III Fórum Internacional de Administração do Rio de Janeiro (FIA), realizado no Riocentro (Rio de Janeiro) entre os dias 6 e 8 de outubro de 1993.

13/11/1993 Título de Personalidade Importante no enredo "Conservatória Cidade da Serenata Sambando na Sapucaí", concedido a Roberto Marinho pelo Grêmio Recreativo Escola de Samba Unidos de Lucas.

17/12/1993 Troféu do Mérito Siderúrgico, concedido pelo Instituto Brasileiro de Siderurgia, em reconhecimento ao apoio dado à modernização e privatização dos portos brasileiros. Na solenidade de entrega, o discurso de Roberto Marinho foi direcionado para a necessidade de acelerar o processo de privatização de diversos setores da economia brasileira. Declarou que, às vésperas do século XXI, não se pode ficar preso a dogmatismos do século XIX. O jornalista elogiou a política monetária implementada pelo ministro da Fazenda, Fernando Henrique Cardoso, presente à solenidade.

23/03/1994 Prêmio José Olympio, concedido pelo Sindicato Nacional de Editores de Livros (SNEL). A cerimônia de entrega foi realizada na Academia Brasileira de Letras (ABL), no Rio de Janeiro (RJ).

16/05/1994 Prêmio Laurel de Gratidão, concedido a Roberto Marinho pelo Conselho Deliberativo do Real Gabinete Português de Leitura, no Rio de Janeiro. A premiação foi outorgada ao jornalista em reconhecimento ao apoio dado à instituição através da Fundação Roberto Marinho. A solenidade de entrega foi realizada no dia em que o Real Gabinete comemorou 157 anos de fundação.

10/09/1994 Prêmio Mérito do Jornalismo e Comunicação de 1994, concedido pela Academia Petropolitana de Letras.

27/09/1994 Personalidade do Ano de 1993, eleito pela Associação de Críticos de Arte.

11/08/1995 Título de Personalidade do Esporte, recebido na abertura da 5a Olimpíada Nacional do Serviço Social da Indústria (SESI). Gilberto Leifert, então diretor da Divisão de Relações com o Mercado da TV Globo,  representou Roberto Marinho na homenagem prestada ao jornalista.

29/10/1996 Prêmio Aberp - Formador de Opinião, concedido pela Aberp (Associação Brasileira de Empresas de Relações Públicas) a Roberto Marinho como uma das 25 pessoas que mais influenciou a opinião pública brasileira naquele ano. Na solenidade de entrega da homenagem, Roberto Marinho foi representado por Gilberto Leifert, diretor da Divisão de Relações com o Mercado da TV Globo O jornalista foi premiado novamente em 1998. 

27/10/1997 Troféu Filme de Ouro, concedido pelo Festival de Cinema Ano 100 - FESCINE 100 pela contribuição de Roberto Marinho ao desenvolvimento do cinema brasileiro.

18/11/1999 Troféu Integração, concedido pelo Centro de Integração Empresa-Escola do Rio de Janeiro (CIEE). A entrega foi realizada na Rede Globo pelo presidente nacional da instituição, Antônio Palma.

03/12/1999 Troféu Cultura Sarah Kubitschek, concedido a Roberto Marinho pela Associação Cultural Sarah Kubitschek (ACSK). A solenidade de entrega foi realizada no Museu Nacional de Belas Artes (MNBA), no Rio de Janeiro.

14/12/1999 Brasileiro do Século, na categoria Comunicador do Século. Eleição promovida pela revista Isto É. Impossibilitado de comparecer à solenidade de entrega, em Brasília, Roberto Marinho foi representado por seu filho José Roberto Marinho, que recebeu o prêmio das mãos do então presidente da República, Fernando Henrique Cardoso.