O Globo

O Globo

Irineu Marinho não se deixou abater pelo golpe da perda de A Noite. Em 29 de julho de 1925, 149 dias após sua renúncia à presidência do jornal que havia fundado em 1911, lançou seu novo vespertino, O Globo.


As instalações

Rotativa Hoe. Arquivo / Agência O GloboA redação e as oficinas de O Globo foram instaladas no prédio do Liceu de Artes e Ofícios, com entrada no Largo da Carioca, centro do Rio de Janeiro. A primeira rotativa, uma Hoe que havia pertencido ao exército britânico, foi alugada do comunista Leônidas Rezende, proprietário, com Maurício de Lacerda, do vespertino A Nação. Os dois jornalistas, escondidos da repressão do governo Artur Bernardes e impedidos de publicar o periódico, fizeram acordo com Irineu Marinho para que, mais tarde, o maquinário arrendado rodasse dois jornais oposicionistas, A Manhã e A Nação.