Veritas Film

Veritas Film

Apaixonado pela comunicação e pelas novidades tecnológicas, Irineu Marinho investiu na então incipiente indústria cinematográfica. Em 1917, com o jornal A Noite já consolidado, fundou a Veritas, produtora dos filmes A Quadrilha do Esqueleto, Rosa que desfolha (ou O Dominó Misterioso), Ambição Castigada e Um senhor de Posição.


Rosa que se desfolha, ou Dominó Misterioso

Ainda na transição entre o fim da Leal-Film e a constituição de sua própria produtora, a Veritas, Irineu Marinho produziu Rosa que se desfolha, baseado na peça teatral de Gastão Tojeiro. Em junho de 1917, o filme foi exibido em sessão especial para convidados, no Cine Pathé, sem ter entrado em cartaz naquela ocasião. Em 1920, após a venda do acervo da Veritas, o filme foi rebatizado de Dominó Misterioso e exibido com a marca Ideal-Filme.

Com direção de Carlos Comelli e fotografado por Antônio Leal, a produção trazia no elenco a atriz Aurora Fúlgida, Alberto Zacconi, Edmundo Maia e outros.