Década de 1980

Década de 1980

Nos anos 1980, a Globo introduziu o uso do satélite na transmissão de sua programação para todas as emissoras e afiliadas, imprimindo maior qualidade aos programas. O jornalismo ganhou ainda mais agilidade, investindo na divulgação de notícias de forma imediata e instantânea para todo o país. 


Esporte

Na década de 1980, a Globo redobrou os investimentos nas coberturas de eventos esportivos. Os Jogos Olímpicos de Moscou, em 1980, marcaram o início de uma mudança na abordagem do esporte olímpico no Brasil. Segundo Leonardo Gryner, um dos coordenadores da equipe da emissora na época, essa cobertura representou um grande avanço para o jornalismo esportivo da Globo que, além das imagens geradas por Moscou, produziu reportagens e entrevistas com atletas, e mostrou os jogos sob vários enfoques. A produção de programas pré-olímpicos, com matérias enviadas antes do início da competição, já marcou uma nova fase na cobertura esportiva.

Por ocasião da Copa do Mundo da Espanha, em 1982, pela primeira vez os jogos foram transmitidos ao vivo para todas as regiões do país. Além disso, a emissora exibiu imagens exclusivas das partidas. Isso foi possível graças ao uso de um segundo sinal de transmissão, além do utilizado pelo pool da OTI (Organização das Televisões Ibero-americanas).

Na Olimpíada de Los Angeles, em 1984, a Globo usou um satélite exclusivo, ligando Los Angeles ao Rio de Janeiro durante 15 horas diárias, e usou um programa de computação, capaz de colocar no ar dados estatísticos com informações que antes eram privilégio apenas de técnicos e treinadores.

Em 1986, na Copa do México, a Globo estreou o “tira-teima”, um software que permitia paralisar a imagem de uma jogada para esclarecer ao público os lances mais polêmicos das partidas. A novidade ia ao ar nos intervalos dos jogos, com comentários de Zagallo e Rubens Minelli. Neste ano, duas câmeras exclusivas mostravam o público e os torcedores brasileiros nos estádios.

As corridas de Fórmula 1 também continuaram a ter destaque na programação. E foi em 1981 que o narrador Galvão Bueno entrou para o time da emissora.