Formação do SGR

Formação do SGR

A liderança de audiência da Rádio Globo nos anos 1960 fez com que Roberto Marinho quisesse ir mais longe. Em 1965, comprou as rádios paulistas Excelsior e Nacional. O crescimento da rede foi marcado ainda pela compra da Rádio Mundial, da Rádio BEAT98 (que nasceu da EldoPop FM, depois 98 FM), e pela criação da Globo FM, da BH FM e da CBN, além da incorporação de diversas afiliadas por todo o país. O Sistema Globo de Rádio conta hoje com 11 emissoras próprias e 61 afiliadas que levam notícia e entretenimento para todo o Brasil.

 


Rádio Globo São Paulo

Assim que a Rádio Globo assumiu a liderança de audiência no Rio de Janeiro, em 1965, foram incorporadas às empresas Globo as rádios Excelsior e Nacional de São Paulo, adquiridas das Organizações Victor Costa. A Rádio Nacional de São Paulo era conhecida pelo programa de Manoel de Nóbrega, atração de maior sucesso da emissora, que revelou nomes como os humoristas Ronald Golias, Canarinho e Carlos Alberto de Nóbrega, e o apresentador Silvio Santos. Este último trabalhou na Rádio Globo São Paulo até meados dos anos 1970.

Por exigência do Governo Federal, que queria o uso do nome Nacional apenas para as rádios públicas, a Nacional de São Paulo mudou seu nome em fins de 1977 para Rádio Nacional-Globo, depois Globo-Nacional e, finalmente, em 1979, para Rádio Globo de São Paulo.

Se, no início, a Rádio Nacional de São Paulo se dedicava principalmente aos programas de auditório, gradualmente o jornalismo e a prestação de serviços tornaram-se os pontos fortes da programação da emissora. O resultado veio já em 1967, quando a rádio paulistana assumiu a liderança naquela cidade. A aposta em informação e programação popular foi uma fórmula tão bem sucedida que até os dias de hoje a Rádio Globo de São Paulo está entre as emissoras líderes entre as rádios de programação falada (as predominantemente não musicais) na capital e na região metropolitana.

“Dr. Roberto sabia tudo de mídia. Ele sabia o que queria, era bem informado.” (Paulo César Ferreira, superintendente do SGR)

Em 1977, a Rádio Globo de São Paulo trouxe novos talentos para o seu grupo de comunicadores, como Osmar Santos, jovem narrador esportivo que havia revolucionado a linguagem das transmissões esportivas. Outros como Oscar Ulisses, Loureiro Junior e Fausto Silva, o Faustão, também enriqueceram o time da reportagem esportiva da Globo São Paulo.  

Em 2002, a Rádio Globo de São Paulo começou a dividir com a Globo do Rio de Janeiro a responsabilidade de encabeçar a rede da Rádio Globo Brasil, com os slogans “Sempre ao seu lado” e “A rádio do tamanho do Brasil”.

Nos últimos anos, a Rádio Globo aprimorou sua proposta de fornecer informações e prestar serviços à população de São Paulo. O Globomóvel SP – projeto de responsabilidade social, jornalismo nos bairros, transmissão de programas das ruas e ações de marketing e promoções – tornou-se símbolo da aproximação entre a rádio e a população paulistana.