Programas

Programas

A televisão sempre foi uma aliada da Fundação Roberto Marinho nos projetos que podiam transformar, para melhor, a vida do cidadão no trabalho, em família, na escola e na sociedade. Na Globo, os projetos ganhavam repercussão nacional e atingiam milhares de pessoas. 


Globo Ecologia

Programa Globo Ecologia, 03/1991. Foto divulgaçãoFoi a partir de campanhas na TV, como “Natureza: Quem Ama Preserva”, e mensagens gravadas por Pelé, Zico, Xuxa, entre outros, que surgiu a ideia de criar um programa voltado para o meio ambiente. Em 1990, em parceria com a Rede Globo e o Ibama, a Fundação Roberto Marinho produziu uma série de dez programas de TV voltados para educação ambiental e consciência ecológica. Surgiu daí o Globo Ecologia. O novo programa tinha o objetivo de preparar o público para a II Conferência Mundial das Nações Unidas Sobre o Meio Ambiente e o Desenvolvimento, que aconteceria no Brasil em 1992.

"É do tempo da fundação de O Globo, em 1925, a preocupação de que sejam preservadas a Mata Atlântica, as praias do Rio, as florestas da Tijuca e Jacarepaguá, as matas do Espírito Santo." (Roberto Marinho) 

 

No Primeiro Encontro de Governadores da Amazônia, em 1991, Roberto Marinho falou do papel de suas empresas na defesa do meio ambiente. “O Globo e as Organizações Globo têm uma tradição reconhecida, e merecida, na defesa de nossas florestas, nossas praias, nossos rios, nossos parques ecológicos. É do tempo da fundação de O Globo, em 1925, a preocupação de que sejam preservadas a Mata Atlântica, as praias do Rio, as florestas da Tijuca e Jacarepaguá, as matas do Espírito Santo.”