Globo Internacional

Globo Internacional

A Globo começou a exportar novelas em 1977, com O Bem-Amado. Hoje, mantém sua presença no exterior através da venda direta de produtos nas feiras de televisão, da veiculação de sua programação pela Globo Internacional – que está presente em todos os continentes, em cerca de 80 países, com mais de 500 mil assinantes – e por meio da coprodução de novelas.


Dramaturgia no exterior

Sônia Braga em Gabriela - 1ª versão, 1975. Frame de vídeo/TV GloboO Bem-Amado foi a primeira novela da Globo a ser exportada, abrindo o mercado estrangeiro para os produtos nacionais. A novela foi exportada para 30 países, entre eles os Estados Unidos. Em 1977, toda a América Latina, com exceção da Venezuela, assistia a O Bem-Amado.

Em 1975, Gabriela, adaptação de Walter George Durst do romance Gabriela, Cravo e Canela, de Jorge Amado, foi a primeira a ser vendida para Portugal, abrindo caminho à exportação da dramaturgia para países de outros continentes.

Um dos primeiros grandes sucessos de vendas da Globo foi a novela Escrava Isaura (1976), de Gilberto Braga, vendida para mais de 80 países. Um sucesso mundial, seguido por vários outros ao longo das décadas seguintes, como as novelas Da Cor do Pecado, O Clone e Terra Nostra