Década de 1990

Década de 1990

Inauguração do Projac, aquisição de equipamentos digitais, aposta no jornalismo investigativo. Nos anos 1990, Roberto Marinho redobrou o investimento em novos talentos e tecnologia, aprimorando cada vez mais a programação e ratificando o chamado Padrão Globo de Qualidade. Em 1997, Boni virou consultor da vice-presidência e Marluce Dias da Silva assumiu o cargo de diretora-geral da Rede Globo. 


Globo São Paulo

Em 29 de janeiro de 1999, a TV Globo em São Paulo ganhou uma nova sede, localizada na Av. Chucri Zaidan, no bairro do Brooklin, na Zona Sul da cidade. Pela primeira vez, uma estação de TV passou a funcionar inteiramente em sistema digital, da captação de imagens de rua até a transmissão dos telejornais. A mudança atendeu a uma necessidade de implantação de um grande centro de produção de jornalismo na capital paulista, que, a exemplo do Rio de Janeiro, também tivesse capacidade de processar uma grande quantidade de informações.

A sede de São Paulo passou a produzir e gerar o Jornal Hoje, como já era feito com o Jornal da Globo desde 1993 – resultado de um projeto de descentralização do jornalismo. Com as mudanças, houve uma significativa melhoria nas instalações, e o Jornal da Globo passou a ser apresentado da redação, o que aconteceu com o Hoje dois anos depois.

No Rio de Janeiro, foram ampliados os centros de recepção de sinais. A redação, antes espalhada por diversos setores, tornou-se uma redação única, e o JN passou a ser apresentado dentro da redação. Com isso, avaliou-se que o jornalismo de São Paulo também merecia um investimento maior, o que levou à fusão da TV Globo de São Paulo com a do Rio. A sede da capital paulista ganhou o status de matriz ao lado da sede carioca.

Antes da mudança, os funcionários se dividiam entre dois endereços: um prédio na praça Marechal Deodoro, no Centro de São Paulo, onde trabalhavam as equipes de jornalismo; e outro na Alameda Santos, que abrigava a área comercial.

A inauguração da nova sede da Globo em São Paulo foi atropelada por uma reviravolta na economia do país. Foi o dia em que o dólar, antes equivalente ao real, mudou de patamar, passando a valer o dobro da moeda brasileira. O então presidente Fernando Henrique Cardoso estava presente na festa e mobilizou as atenções da imprensa. Carlos Henrique Schroder, que voltou para o Rio no mesmo avião de Roberto Marinho, conta que o empresário demonstrou preocupação com a situação econômica. A desvalorização do real poderia causar turbulência em suas empresas, às voltas com investimentos na importação de equipamentos. Roberto Marinho parecia prever as dificuldades que as Organizações Globo enfrentariam a partir daquele ano. O empresário, no entanto, não escondia a felicidade com o novo espaço dedicado ao jornalismo: “Ele estava orgulhoso de ter uma base sólida em São Paulo, e que, acima de tudo, o jornalismo ganhasse força e fosse bem representado”, recorda Schroder.

Em 26 de abril de 2007, a Globo completou 42 anos. O aniversário foi comemorado com a inauguração, em São Paulo, do edifício Jornalista Roberto Marinho. O prédio de 15 andares foi construído para abrigar o departamento comercial da Globo, um auditório de convenções e um estúdio panorâmico de vidro, o glass studio, utilizado em telejornais locais como SPTV e Bom Dia São Paulo. No alto do edifício, foi instalada uma câmera para monitorar o trânsito 24 horas por dia. O prédio se juntou aos dois outros núcleos da Globo em São Paulo, o de jornalismo e o de produção, permitindo a reunião dos cerca de 1.500 funcionários da emissora na capital paulista, que antes estavam distribuídos em 17 áreas. Na mesma data, a rua onde fica a portaria da emissora passou a se chamar Evandro Carlos de Andrade.

Na Globo São Paulo, além da produção e transmissão de telejornais e programas esportivos, são gravados o Altas Horas, apresentado por Serginho Groisman, e o Programa do Jô, comandado por Jô Soares. O Mais Você, apresentado por Ana Maria Braga e que inicialmente era feito também em São Paulo, teve sua produção transferida para o Projac, no Rio de Janeiro, em 2008.