Expansão

Expansão

A partir de 1997, ano da consolidação da liderança da Globosat no mercado brasileiro de TV por assinatura, uma série de novos canais e transformações técnicas mudaram o perfil da empresa. A filosofia por detrás disso é apontada por Pecegueiro. “A gente começou a passar por um processo de instruir, educar e aparelhar o mercado para lidar com essa nova mídia.” Surgiram os canais Futura, Canal Brasil, Viva e Gloob. 

 


Gloob

“A principal preocupação é contar boas histórias, ter bons personagens e levar às crianças mensagens positivas. Queremos incentivar muito valores como amizade, afeto e respeito às diferenças.” (Paulo Marinho, diretor e idealizador do canal Gloob)

O primeiro canal infantil da Globosat, Gloob, nasceu cheio de brincadeiras, curiosidades e conceitos essenciais às crianças brasileiras em idade escolar. “A Globosat consegue ter um diferencial em termos de mercado: os canais genuinamente brasileiros, que valorizam a produção nacional.”, afirma Paulo Marinho, diretor e idealizador do canal Gloob.

Em junho de 2012, estreou o Gloob, um canal infantil com atrações que vão de animações a séries live action, passando por filmes e desenhos dos anos 1980 e 1990. Segundo o diretor do Gloob, Paulo Marinho, o projeto do canal surgiu após uma longa gestação: “Essa ideia já existe há cerca de dez anos, mas esperamos o momento de maior maturidade da empresa para executá-la. Nossos objetivos são completar o portfólio da Globosat, que já atua praticamente em todos os segmentos de TV, e entrar nesse mercado infantil, que tem enormes índices de audiência nos canais por assinatura no Brasil e no mundo.” 

Para lançar o Gloob, foram feitas pesquisas com um grupo de crianças de diversas idades e, a partir daí, identificou-se a faixa para a qual o canal deveria se destinar: de cinco a oito anos. Para Paulo Marinho, é fundamental “ter uma grade diversificada, tanto em relação ao tipo de programa quanto à estética e aos traços de animação, por exemplo. Mas a principal preocupação é contar boas histórias, ter bons personagens e levar às crianças mensagens positivas. Queremos incentivar muito valores como amizade, afeto e respeito às diferenças.”