Legado

Legado

Quem conviveu com Roberto Marinho, sabe que ele costumava dizer que não se pode deitar sobre os louros do sucesso de ontem, porque eles não asseguram o sucesso de amanhã. Este pensamento que pautou a trajetória profissional do jornalista, associado a valores como qualidade, ética, isenção, compromisso com o telespectador, investimento nos melhores talentos e incentivo à produção de conteúdo nacional constituem o legado de sua televisão.


Princípios e valores

A Globo completa 50 anos em 2015 levando adiante os mesmos princípios e valores que a nortearam ao longo de quase cinco décadas: uma empresa consciente de seu papel social, voltada para a informação do público através da realização de um jornalismo ético e responsável e a promoção da identidade nacional através da sua programação. Como desafios, tornar-se cada vez mais uma rede de TV multiplataforma, com a produção de conteúdo para diferentes  mídias, além de manter sua supremacia no mercado de TV aberta como uma televisão de alcance nacional, que fala para todos os públicos, sem distinção de classes. Um modelo para as futuras gerações da família Marinho.

“Em todas as frentes da Comunicação, tenho guardado os mesmos princípios, com inabalável fidelidade ao espírito público que preside qualquer empresa consciente de seu papel social.” (Roberto Marinho)

“Se pensarmos nas pessoas que mudaram esse país, Dr. Roberto está entre elas, pela força de sua obra, pelo legado que ele deixou. Um legado que está aí, cada vez mais forte e pujante”, afirma o diretor-geral da Globo, Carlos Henrique Schroder, que defende a produção de conteúdo cada vez mais qualificado para que a empresa tenha uma vida longeva. Segundo ele, a Globo continuará apostando na inovação de formatos e na diversificação de sua programação, além de dar continuidade às premissas básicas que caracterizam sua produção jornalística.

“Quanto mais investimos na produção nacional e nos melhores talentos da televisão brasileira, mais respostas temos do nosso telespectador. O investimento em qualidade se reflete em eficiência e no aumento do retorno financeiro”, afirma João Roberto Marinho, vice-presidente das Organizações Globo que, assim como o pai e os irmãos, Roberto Irineu e José Roberto, não tem dúvidas de que a aposta da Globo em talentos e infraestrutura  para a realização de programas em que os brasileiros se reconheçam é uma das principais razões do êxito alcançado ao longo dos anos.

Esse êxito recebeu reconhecimento internacional: Roberto Irineu Marinho, presidente das Organizações Globo, recebeu o prêmio Emmy Internacional 2014 na categoria Personalidade Mundial da Televisão. O prêmio é o mesmo recebido por seu pai, Roberto Marinho, em 1983, e foi concedido a Roberto Irineu pela liderança nacional e internacional da Globo. Roberto Irineu, ao falar sobre o prêmio recebido, relembra o legado de seu pai e de todos os companheiros que ajudaram e ajudam na construção de uma das mais reconhecidas televisões do mundo: “Recebo essa premiação como um reconhecimento ao trabalho de todos os companheiros que transformaram a televisão numa paixão dos brasileiros, e também motivo de orgulho quando leva a nossa cultura para além das nossas fronteiras. Foi um trabalho iniciado por meu pai, e fico feliz de ter dado continuidade à visão e à determinação dele junto com meus irmãos (João Roberto e José Roberto Marinho, vice-presidentes das Organizações Globo), além de servir como incentivo à bravura daqueles que levam para a tela o talento brasileiro”.

É esse o legado de Roberto Marinho, presente no trabalho de todos os profissionais da Globo.

“Tenhamos a sensatez e a coragem de reconhecer que televisão é, tem que ser entretenimento, lazer e informação. Tudo isso também é cultura.” – Roberto Marinho.