Obras de Arte

Obras de Arte


Heitor dos Prazeres

Heitor dos Prazeres, sem título, 1961. Óleo/tela. Foto: Cristiana Isidoro
Heitor dos Prazeres, Sem título, 1961.
Óleo/tela. Foto: Cristiana Isidoro

Heitor dos Prazeres, sem título, 1960. Óleo/tela. Foto: Cristiana Isidoro
Heitor dos Prazeres, Sem título, 1960.
Óleo/tela. Foto: Cristiana Isidoro

O pintor, poeta e compositor Heitor dos Prazeres gostava de retratar a vida nas favelas cariocas. Crianças brincando de soltar balão e pipas, pular corda e jogar argolas, homens jogando sinuca e baralho, jovens em festas juninas e rodas de samba são algumas situações que Heitor dos Prazeres mostrou em seus quadros coloridos e alegres. Uma das características mais marcantes em seus trabalhos são os rostos das pessoas sempre pintados lateralmente e com a cabeça e o olhar para o alto.


Heitor dos Prazeres, Morro da Mangueira, 1965. Óleo/tela. Foto: Cristiana Isidoro
Heitor dos Prazeres, Morro da Mangueira, 1965.
Óleo/tela. Foto: Cristiana Isidoro

Heitor dos Prazeres, sem título, 1965. Óleo/tela. Foto: Cristiana Isidoro
Heitor dos Prazeres, Sem título, 1965.
Óleo/tela. Foto: Cristiana Isidoro

A origem de garoto pobre da Praça Onze fez de Heitor dos Prazeres um artista sensível à vida e à cultura das favelas cariocas. Foi um dos grandes compositores do samba carioca. Conviveu com sambistas como João da Baiana, Ismael Silva, Alcebíades Barcelos (Bide), Marçal, Cartola e muitos outros que participaram da criação das primeiras escolas de samba.