Empreendedor

Empreendedor

Da oficina à administração, Roberto Marinho conhecia toda a engrenagem do jornal O Globo, sua primeira empresa de comunicação, fundada pelo pai em 1925. Aos 27 anos, assumiu o cargo de diretor-redator-chefe. O Globo, que hoje forma com o Extra e o Expresso a empresa Infoglobo, foi o ponto de partida para o conjunto de empresas denominado Organizações Globo. Uma delas, a TV Globo, inaugurada quando ele tinha 60 anos, deu origem a uma das mais importantes redes de televisão do mundo. 


Histórias de redação

Roberto Marinho detestava reunião, lembra o vice-presidente das Organizações Globo,  João Roberto: “Ele era muito centralizador. Queria decidir tudo sozinho. Gostava de polêmica e de debater em conversas particulares. Você podia discordar dele, mas não na frente dos outros.”    

O presidente das Organizações Globo, Roberto Irineu, conta: “Reunião com mais de duas pessoas, para ele, era comício. Ele podia conversar com dez pessoas seguidas, uma a uma. Não botaria jamais dez pessoas para conversar ao mesmo tempo.”

E de conversa em conversa, os jornalistas foram colecionando histórias sobre a convivência com Roberto Marinho. Verdadeiros ou não, alguns casos entraram para o folclore da imprensa brasileira.