Solucionar os problemas educacionais da maioria da população, ajudar a construir um país melhor e a formar cidadãos mais preparados para enfrentar os desafios da vida moderna é o lema da Fundação Roberto Marinho. Desde o início, a finalidade é usar a educação como fio condutor da cidadania. Referência em ensino à distância, o Telecurso é um exemplo de método para reduzir custos aos governos e ampliar a oportunidade de acesso à educação para milhares de brasileiros. 


Telessalas 2000

Em 1998, a Fundação criou um projeto para levar três mil novas telessalas do Telecurso 2000 aos nove estados da Amazônia Legal e em São Paulo. O projeto Telessalas 2000 surgiu do convênio com o Fundo do Amparo ao Trabalhador, do Ministério do Trabalho, a Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) e a Confederação Nacional da Indústria (CNI). Incluiu, ainda, a criação do prêmio Paulo Freire – Valorizando o Saber e o Fazer, para incentivar ações de educação nos locais de trabalho. Em 2002, a Fundação Roberto Marinho recebeu o Prêmio Unesco  na categoria Educação.