A Fundação Roberto Marinho iniciou suas atividades, em 1977, com a Campanha de Preservação da Memória Nacional. A proposta era conscientizar a população e as autoridades para a importância e necessidade da preservação e restauração do patrimônio histórico. O slogan da campanha, exibido em comerciais na Globo, era: "Nosso passado está vivo, ajude a conservá-lo".


Centro Cultural Yves Alves

O Centro Cultural Yves Alves virou um espaço para convenções em Tiradentes, uma das cidades mais beneficiadas com projetos de restauração. Em 1999, acompanhado da mulher, dona Lily, Roberto Marinho assinou o convênio para a recuperação da igreja matriz de Santo Antônio. O convênio fazia parte do projeto Igrejas Barrocas, da Fundação Roberto Marinho, com apoio do BNDES e do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan).