A Fundação Roberto Marinho iniciou suas atividades, em 1977, com a Campanha de Preservação da Memória Nacional. A proposta era conscientizar a população e as autoridades para a importância e necessidade da preservação e restauração do patrimônio histórico. O slogan da campanha, exibido em comerciais na Globo, era: "Nosso passado está vivo, ajude a conservá-lo".


Museu da Língua Portuguesa

A Fundação Roberto Marinho e o Governo do Estado de São Paulo elaboraram e construíram o Museu da Língua Portuguesa com a proposta de preservar, difundir e valorizar o idioma português, um patrimônio imaterial. A histórica Estação da Luz de São Paulo foi restaurada para abrigar as instalações do museu, inaugurado oficialmente em 20 de março de 2006 e aberto ao público no dia 21. O Museu da Língua Portuguesa é exclusivamente dedicado ao idioma. O conteúdo, exposto ao público através de tecnologias interativas, apresenta a língua como elemento fundamental da cultura e o cidadão como agente transformador das palavras.

Nove anos após sua abertura, no dia 21 de dezembro de 2015, um grande incêndio destruiu as instalações do Museu da Língua Portuguesa e do prédio histórico da Estação da Luz. A Fundação Roberto Marinho, o governador de São Paulo e a organização social ID Brasil assinaram um convênio, em 21 de janeiro de 2016, comprometidos com a restauração do prédio e reinauguração do museu. A ideia é retomar o projeto original e reconstruir o acervo digital original, preservado em arquivos de cópia de segurança.