A Fundação Roberto Marinho iniciou suas atividades, em 1977, com a Campanha de Preservação da Memória Nacional. A proposta era conscientizar a população e as autoridades para a importância e necessidade da preservação e restauração do patrimônio histórico. O slogan da campanha, exibido em comerciais na Globo, era: "Nosso passado está vivo, ajude a conservá-lo".


Revitalização Histórica

Roberto Marinho incentivou inúmeros projetos de preservação da memória e recuperação do patrimônio histórico. Em muitas ocasiões, ele esteve presente nas inaugurações, como na reforma do Jardim das Esculturas, no Parque do Ibirapuera, em 1983, em São Paulo. A reforma foi possível com a parceria do então Banco Real e da prefeitura de São Paulo. No ano seguinte, São Paulo voltou a ser beneficiado, com a assinatura de convênio com os Governos federal e estadual que permitiu a reforma do Teatro Municipal. 

Em 1988, o jornalista e o presidente da Confederação Nacional da Indústria, Albano Franco, assinaram protocolo de intenções para reconstruir a história da indústria nacional.