Com o crescimento da produção de novelas da Rede Globo, a Som Livre se viu diante da escassez de intérpretes para gravar as inúmeras trilhas sonoras compostas.  Montou seu próprio cast com Djavan, Fafá de Belém, Ivan Lins, Cazuza, Fábio Jr., entre outros. Uma aposta da gravadora nessa época foram os Novos Baianos, recém-chegados ao Rio de Janeiro.


Xuxa

O álbum mais vendido da história da gravadora não veio de nenhuma trilha de novela, série ou especial da emissora. Foi Xuxa, com seu Xou da Xuxa 3, de 1988, que bateu a impressionante marca de 3.216.704 de cópias vendidas.

“A Xuxa é uma história à parte.” Guto Graça Mello, diretor de produção musical

João Araújo comenta: “Xuxa é a maior vendedora de discos da América Latina. Ela vendeu mais de três milhões de um mesmo álbum no Brasil.”

Desde seu primeiro disco na Som LivreXou da Xuxa (1986), a apresentadora se tornou um fenômeno fonográfico. O Xou da Xuxa foi seguido por uma nova série de produtos, Xuxa só Para Baixinhos. Recentemente, duas coleções reuniram os oito produtos Xou da Xuxa e os 11 Xuxa só Para Baixinhos para celebrar duas das séries que mais deram certo na história do disco no Brasil.