A estratégia de Roberto Marinho para consolidar a presença diária da Globo na vida de milhões de brasileiros foi lançada no finalzinho da década de 1960. Como pilares, a implantação da rede, o início da produção de novelas que retratavam o cotidiano dos telespectadores e a aposta em um novo modelo de telejornalismo, cuja estrela era o Jornal Nacional


Esporte

Na década de 1960, embora os telejornais exibissem matérias sobre futebol e alguns outros esportes, as coberturas esportivas ainda não eram comuns na programação da Globo, a não ser em eventos de repercussão internacional.

A primeira partida de futebol exibida na Globo foi um amistoso entre o Brasil e a antiga União Soviética, no Maracanã, realizado em 21 de novembro de 1965, quase sete meses após a inauguração da emissora.

Em 1966, foi ao ar a primeira mesa-redonda de futebol da Globo, considerada uma das melhores já exibidas na televisão brasileira: Grande Resenha Facit, que reunia comentaristas como Nelson Rodrigues, Armando Nogueira, João Saldanha, José Maria Scassa, Hans Henningsen (o “Marinheiro Sueco”), Vitorino Vieira, o ex-artilheiro Ademir e o âncora Luiz Mendes em discussões sobre a atuação dos times cariocas de futebol.

Um ano depois estreou outro programa lendário, o Telecatch Montilla, versão brasileira das lutas livres, transmitidas ao vivo, e realizadas em um ringue montado no auditório da emissora.