Seleção de artigos, editoriais, entrevistas e discursos do jornalista e empresário Roberto Marinho sobre quatro grandes personalidades brasileiras: Carlos Lacerda, Tancredo Neves, Luís Carlos Prestes e Jânio Quadros.


Um gigante

O Globo, 08/03/1990, p. 1. Arquivo / Agência O GloboNo dia de sua morte, a imagem que guardo de Luís Carlos Prestes é a do bravo líder revolucionário que empolgou nossos ideais de liberdade e de combate aos governos corruptos e ineptos da República Velha. Ele teve seu momento culminante na lendária marcha da Coluna Prestes.

O que constitui a bandeira da libertação do mundo de todos os jugos, através da destruição do fascismo e do comunismo, foi a razão da luta do Globo desde o seu começo. Infelizmente, não mais tínhamos ao nosso lado Luís Carlos Prestes; ele agora lutava por um mundo que sempre nos pareceu conflitante com a natureza humana.

Hoje não é dia de nos perdermos pelos caminhos do passado, mas sim de homenagear um homem de caráter forte e intransigente, que não se deixou corromper, que lutou e sofreu com resignação para sustentar seus ideais.

Só o conheci pessoalmente há poucos meses. Não li o pensamento de Luís Carlos Prestes quando nos abraçamos numa livraria, O meu pensamento foi de ternura por aquele homem de metro e meio de altura, mas um gigante de obstinação e de coragem.

 

Roberto Marinho. O Globo, 08/03/1990